Poesias

Bolhas de sabão/ nossa vida
Por:
Dr. Antonio Medeiros
Médico pediatra e poeta
Nos momentos felizes
A alma nos dá inspiração
E o corpo reflete
O momento de pura emoção.

E assim a
felicidade é uma roda
Que em algum momento tem que parar
Mas no ciclo da vida
Não se pode esperar.

Pode bater na porta
Sem avisar
Levando esperanças
Do que se pode alcançar.

Na nossa vida acontece
Nos momentos que se vão
Lembrar sempre
Da brincadeira bolas de sabão.

Estouram no ar
Depende da solução
Nem sempre elas se vão,
O vento tem que levar

Mas, em algum momento, vamos apenas lembrar
Aquela bolha quando ela estourar!